Bem-vindos à rubrica A Dica Verde! Esta rubrica foi criada com o intuito de ser uma ferramenta para apresentar alternativas que eu conheço, experimento e adoro, de modo a recomendar e sugerir opções que vocês, leitores, podem e devem explorar! No que toca à sustentabilidade (e também saúde!), muitas vezes não sabemos quais os primeiros passos a dar e que produtos ou itens são realmente bons e úteis. Pois este blog está aqui para vos ajudar um pouco nessa tarefa, sendo que tudo o que aqui apresente, com parcerias ou não, é aconselhado porque uso e gosto verdadeiramente, e por ser simples e acessível. Não é do meu interesse sugerir coisas que sejam supérfluas e, consequentemente, desperdício. Contudo, chamo à atenção de que todos somos diferentes e que certos produtos, por funcionarem bem comigo, não significa que funcionem com toda a gente, e as minhas necessidades podem não ser as mesmas de outros. Mas que vale muito a pena investir e experimentar, vale! Também eu passei por muita tentativa-erro até conseguir encontrar produtos que sejam adequados a mim, e que goste. Uma vez que fiz esse trabalho, venho partilha-lo convosco!

Hoje trago-vos alternativa verde à pasta e à escova de dentes!

Esta busca em busca em particular não se revelou propriamente difícil, mas com o passar do tempo fui descobrindo mais e melhores opções, pelo que só há relativamente dois anos é que pude descansar por ter encontrado e adquirido alternativas suficientemente boas, a todos os níveis!

Existem alguns compostos das pastas de dentes tradicionais que podem ser considerados nocivos como Parabenos, EDTA, Ftalatos, Triclosan, SLS, Formaldeído, e Peróxido (ainda há quem defenda que o flúor pode ser também prejudicial).

Como sabes, eu defendo o uso de produtos o mais naturais possível, pelo sim pelo não, pois quanto menos manipulados melhor me fazem sentir, e acredito que melhor são para o meu corpo. Para mim, igualmente ou mais importante do que um produto ser criado com ingredientes naturais, de base alimentar e não tóxicos, é a escova e pasta de dentes ser embalada a partir de materiais reciclados, ou recicláveis mas livres de plástico virgem, e a pasta de dentes ser vegan e cruelty-free (não testada em animais).

Pasta de dentes

Os bónus, como sabor, consistência, espuma, etc, da pasta dentífrica, são claro, muito bem-vindos. Então a pasta ideal é uma combinação disto tudo.

Eis as minhas sugestões:

  • Pasta de Dentes Natural Ben & Anna (com ou sem flúor, de acordo com a preferência)

A minha é a White, pois o sabor é neutro e mentolado, e com ou sem flúor, compradas intercaladamente e conforme a disponibilidade da loja. Esta pasta é a pasta que me sinto mais à vontade a usar e com que me sabe bem escovar os dentes. Protege contra as cáries​e é recomendada para crianças a partir dos 3 anos. A marca Ben & Anna foi mesmo criada pelo Ben e pela Anna, na Alemanha. Tem certificação NATRUE, o que significa que é livre de fragrâncias e corantes sintéticos, produtos derivados de petróleo, silicone, ingredientes geneticamente modificados, e garante que os produtos não foram testados em animais. Ajuda na limpeza dos oceanos, e a Ben & Anna apoiam a One Earth – One Ocean e.V, cuja missão é manter afastados os químicos nocivos, o desperdício de plástico e os óleos, do meio aquático. A embalagem é de vidro maioritariamente, que pode ser reutilizada por tempo infinito, com a mais valia de ser um frasco de bom tamanho e grossura, e prático. Vem com uma pequena espátula de bambu. Basta uma quantidade do tamanho de uma ervilha para cada uso, o que faz com que dure muito tempo! Tamanho 100ml. Preço 6,99;


  • Pasta dentífrica Jordan GreenClean Cavity

Esta pasta é outra excelente opção, uma vez que para além de feita de 98% de ingredientes naturais, vegan e cruelty-free, a sua embalagem, semelhante às embalagens tradicionais das pastas de dentes, é inteiramente feita de plástico reciclado seguro. Esta é adequada para crianças a partir dos 6 anos, mas a Jordan tem uma da mesma gama para crianças. A Jordan é uma marca escandinava, comprometida em fazer o possível para ajudar o ambiente, com a sua gama Green Clean. Tamanho 75ml. Preço 2,24€;


Existem também as pastilhas dentífricas, que podem ser um pouco mais estranhas de usar no início mas às quais rapidamente nos adaptamos. É um modo incrível para sabermos dosear bem a quantidade, uma vez que basta uma pastilha por cada vez que escovas os dentes. Colocas a pastilha na boca/língua e sentes logo a sua efervescência. Deixas dissolver ou mastigas (sem engolir!) e a partir daí escovas os dentes normalmente, usufruindo da sua espuminha. Pode vir numa embalagem de vidro reciclável com o restante conteúdo compostável, ou podem ser adquiridas a granel em algumas lojas como a Zero Plástico. A Maria Granel também vende pastilhas dentífricas a granel, apesar de serem doutra marca (Dentattabs), que honestamente ainda não experimentei. Quantidade das pastilhas em embalagem 120 pastilhas. Preço 10,25€.


Há quem também opte por fazer a própria pasta de dentes caseira e adaptar-se a outras consistências e sabores, uma vez que existe grande vantagem a nível ambiental, devido ao desperdício ser ainda menor. Eu própria já experimentei e, apesar de ter requerido adaptação da minha parte, fez bastante efeito e sentido. Para a mais fácil das receitas, bastam alguns ingredientes que costumamos ter em casa e um recipiente reutilizado!

Fonte: One Green Planet
Fonte: Laurenrdaniels

Escova de dentes

Apesar de saber que existem agora inúmeras marcas que fabricam escovas de bambu, e de eu ter usado muitas delas, nunca fui grande fã. Primeiro porque não deixa de ser material criado e descartado, às vezes sabe-se lá onde, porque as pessoas não sabem onde deitar fora (by the way, no geral, as cerdas de nylon devem ser cortadas/retiradas e colocadas no ecoponto amarelo e o bambu é biodegradável, logo coloca-se no lixo indiferenciado ou no compostor). Contudo, estas escovas tem outras variadas e criativas utilidades no seu fim de vida da higiene oral. Espreita em baixo:


Contudo, estas escovas de dentes são as minhas escolhas:

  • Escova de cerdas médias Lamazuna (também existe cerdas suaves)

A Lamazuna, marca francesa, é realmente uma das marcas pioneiras no zero waste e a sua gama de produtos é vasta. Desta escova fiquei mesmo muito fã, pois é das melhores opções a nível sustentável. O seu cabo é reutilizável para sempre e feito de bioplástico (e contém 70% óleo de rícino), e apenas as cabeças de cerdas de nylon e ABS são necessárias substituir a cada 3 meses aproximadamente (devem ser colocadas no ecoponto amarelo). As cabeças de cerdas podem ser então adquiridas à parte (sendo que a escova quando comprada já vem com uma) em conjuntos de 3 cabeças, suaves ou médias, consoante a necessidade e gosto de quem a vai usar. A embalagem de cartão onde vem é biodegradável. Existem várias cores. Preço escova 7,30€. Preço recargas 9,90€;


  • Escova de dentes reciclada Green Clean Jordan (média ou suave)

Esta segunda e última opção é a da escova de dentes da Jordan reciclada. Só pelo simples facto de ser reciclada já é incrível. O cabo é fabricado em plástico 100% reciclado e aprovado pela Autoridade da Segurança Alimentar e Farmacêutica dos Estados Unidos da América, as cerdas são feitas de nylon de origem biológica, proveniente de plantas do óleo de rícino, a caixa da embalagem é feita de fibras de papel 100% recicladas provenientes de produtos de papel, e etiqueta da embalagem é feita de papel certificado pelo Conselho de Gestão Florestal (FSC), garantindo que as mesmas são provenientes de florestas geridas de forma sustentável. Parece-te bem? Existem em várias cores e em tamanho de adulto e criança. Preço 2,90€.


Que tal? Consideras ter opções e razões suficientes ao dispor para fazeres a mudança dos teus produtos de higiene oral? O ambiente e a tua saúde não esperam! Dá o teu melhor!

Alguma dúvida escreve-me em blog.hearth@gmail.com

Obrigada por leres e cuidares dos teus dentes!

Até breve

2 comentários em “A Dica Verde: A Pasta e Escova de Dentes

  1. As Dentabs são boas. Quero também experimentar as que a Catarina doZero tem na loja dela. Comprei a pasta da Ben&Anna (aconselhada por ti) gostei, mas é sempre mais uma embalagem (ainda que de vidro).
    Vou experimentar a Lamazuna!!

    Obrigada Ana 😘

    1. Olá Carolina!
      Não sabia da Marca que a Catarina DoZero estava a vender no site dela! Muito obrigada por referires. Vou experimentar essas pastilhas, mal a minha pasta termine e, se forem do género das Dentabs ou Georganics (devem ser igualmente boas, com certeza!), coloco aqui no artigo como mais uma opção! ☺️
      Sem dúvida que quanto menos embalagem melhor, mas eu arranjei uma forma de reutilizar tudo aqui em casa ou reciclar, em último caso!
      Força nessa jornada 💪🏼
      Até breve 💚🌿

Responder a Carolina R. Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo