A cannabis (Cannabis Sativa), ou conhecida por cânhamo (Cannabis Ruderalis), marijuana ou erva, tem uma má reputação. Facto que, quanto mais pesquiso, estudo e aprendo, menos entendo…

Posso expectar que veio com a ilegalidade da coisa, com os excessos e consumo inconsciente, com a mistura de químicos, com a associação a outras drogas tóxicas pesadas e os efeitos do seu uso, e por aí fora… Contudo, e como em tudo na vida, não acho que devamos pôr no mesmo saco conteúdo que não pertence ao mesmo saco. E para isso são precisos estudos, investigação e experiência… E para isso é preciso dinheiro, meios, interesse… E com isso vêm conflitos. Entendem onde quero chegar?

O factor chave da criminalização da cannabis, citando o documentário “Weed The People”, foi realmente o papel do racismo e da xenofobia, do sentimento anti-mexicano e as manchetes de que era uma erva medicinal que provocava a loucura e associada a propaganda nazi, como no jornal de Indiana “The Vidette Messenger”, de 19 de Julho de 1940. A oportunidade política dos anos 30 criou a ideologia anti-marijuana. Esta luta de derrotar tantos anos de propaganda proibitiva é dura e demora, como é normal.

Muitos outros esteriotipos estao ligados a cannabis mas, continuando a defender a nossa verdade, e o poder terapêutico e benefico das plantas, estamos no caminho certo!

Comecemos então por abordar a parte mais controversa da coisa: o efeito alucinogénico. Hoje venho tentar desmistificar alguns pontos relacionados com esta planta e mundo dos “psicadélicos”.

“Ai eu tenho medo porque vou ficar mocad@!” – Vamos desmistificar!

As plantas também têm efeitos adversos. Especialmente quando usadas em excesso. E não é por ser natural que algo não poderá ter efeitos secundários. É sempre importante avaliar a nossa tolerância individual a cada planta, ingrediente, etc… Cada organismo é único, logo, existe sempre hipótese de intolerância ou mesmo alergia. Além disso, o equilíbrio e moderação são importantes no consumo ou uso de qualquer planta ou substância.

A Cannabis em particular, possui vários compostos, denominados os canabinoides, como por exemplo o tetrahidrocanabinol, conhecido como o THC, e o canabidiol, conhecido como CBD, que são os dois principais.

O THC é a substância responsável pelo efeito psicoactivo. Hoje em dia, a planta existe em flor para consumo, em derivados, produtos alimentares, cosméticos, terapêuticos, etc, sem esta substância presente, o que confere ao CBD o palco principal, pois é uma das substâncias que tem sido mais alvo de estudos e, consequentemente, resultados positivos na saúde, entre outras áreas.

O CBD apresenta imenso potencial terapêutico para o tratamento de, por exemplo, doenças psiquiátricas ou neurodegenerativas, como esclerose múltipla, esquizofrenia, Parkinson e epilepsia, ou ansiedade, bem como enxaquecas, dores crónicas, insónias, etc… Tem também poder afrodisíaco! O CBD não provoca dependência ou vício. Além disso, é uma substância que foi reconhecida como medicinal e considerada sem perigo ou risco para a saúde, pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 2017.

A total of 274 participants were approved for treatment; complete baseline data were available for 206 (intent-to-treat), and complete follow-up data for 176 participants. At follow-up, the pain symptom score improved from median 83.3 to 75.0 (…). The pain severity score (7.50 to 6.25) and the pain interference score (8.14 to 6.71) improved, together with most social and emotional disability scores. Opioid consumption at follow-up decreased by 44%. Serious adverse effects led to treatment discontinuation in only 2 participants.

Source: The Effect of Medicinal Cannabis on Pain and Quality-of-Life Outcomes in Chronic Pain – Haroutounian, Simon PhD; Ratz, Yael PharmD; Ginosar, Yehuda MD; Furmanov, Karina MSc; Saifi, Fayez MD; Meidan, Ronit RN; Davidson, Elyad MD

Outros poderes do CBD são:

  • anti-oxidante
  • neuroprotecção
  • tranquilizador e anti-depressivo
  • analgésico
  • anti-inflamatório
  • anti-cancerígeno
  • neuroléptico
  • entre outros…

Recomendações

A minha experiência

Sou consumidora recreativa da planta há vários anos mas posso dizer que uso conscientemente a nível terapêutico há, aproximadamente, 4 anos.

Algumas das razões pelas quais comecei a explorar os potenciais efeitos terapêuticos da cannabis foram as enxaquecas e ansiedade, e principalmente as dores articulares crónicas, que ainda hoje sinto, ainda que passe uns dias melhores, outros piores, consoante o meu esforço diário.

Os principais usos que dou são:

  • A planta em flor por vaporização
  • Em óleo de ingestão
  • Pastilhas via oral

E onde adquiro estes produtos? Na rua, clandestinamente?! CLARO QUE NÃO! Porque haveria? Produtos de cannabis que contenham o máximo de 0.2% de THC são totalmente legais e podem ser adquiridos através de várias marcas, em várias lojas físicas e online.

Eu escolho a marca CBWEED. Sou cliente e consumidora da marca há tempo suficiente para afirmar que adoro, e para recomendar.

A CBWeed

A CBWEED nasceu em Itália, mais exatamente em Forli, em Setembro de 2017. Atravessou fronteiras e é agora um dos líderes Europeus com mais de 50 franchisados pelo Continente Europeu e mais de 800 retalhistas. Em Portugal, a CBWeed tem lojas no Porto, Matosinhos, Braga, Lisboa, Carcavelos, Cais do Sodre, Loures, Amadora, Cascais, Alvalade, Sacavem, Albufeira, Madeira, Alverca, Marvila, Torres Novas, Leiria e Cacilhas, e loja online!

Podemos encontrar variados produtos e artigos desde: acessórios, fertilizantes, alimentares (doces, biscoitos, bolachas, mel, massa, azeite, sementes, farinha, etc a base de cânhamo); e-cigarros; bebidas (com álcool e sem álcool); pet care (CBD para os amigos de 4 patas, desparasitantes, champô…); cosméticos (bálsamos, óleos, champôs, amaciadores, gel de banho, cremes, desmaquilhantes, sabonetes…); óleos e extractos (ingestão); cannabis light (flores e resinas) e vaporizadores.

Em 2022, a CBWeed foi considerada novamente a melhor marca de Cannabis Light!

Eis a CBWeed Porto, que nasceu em Agosto de 2021, conta com uma equipa maravilha, super acessivel e simpatica de tres funcionarios de momento, a Helena, a Daniela e a gerente Sofia. A equipa esta formada para te ajudar em praticamente todos os assuntos relativamente a cannabis legal em portugal, bem como indicar o produto perfeito para cada caso, necessidade ou gosto, e alertar para os cuidados a ter.

Os meus produtos de eleição

ÓLEO CBD 5% COM SEMENTES DE CANHÂMO

O óleo de CBD está disponível na CBWeed Porto em percentagens de 2.5%, 5%, 10%, 15% e 20%, em azeite, sementes de cânhamo (como o da foto), cominho preto ou MCT (óleo à base de triglicerídeos de cadeia média (TCM) de óleo de coco puro. As percentagens referem-se à concentração de CBD, e o seu consumo irá depender das tuas necessidades e condições. O óleo de CBD ingere-se em gotas debaixo da língua. Convém deixar actuar uns segundos e depois engolir. A indicação segura será começar pela concentração mais baixa e começar com três gotas e subir a dosagem e frequência conforme sentirmos necessidade. Em caso notares que a dosagem e frequência são elevadas, o mais aconselhado será adquirires a percentagem acima e assim sucessivamente. Caso não haja sensibilidade do sistema digestivo e as patologias (se for o caso de ansiedade severa, depressão, insónias constantes, dores crónicas, distúrbios psiquiátricos ou neurodegenerativos, etc) a dosagem pode ser baixa mas com um óleo de concentração alta como, por exemplo, o de 20%. O consumo do óleo, adquirido no seu estado mais puro, como é o caso da marca CBWeed, faz sentido dividir a dosagem em toma de manhã e à noite. Esta é também uma das razões pelas quais me sinto tão bem como cliente da loja CBWeed Porto: a gerente Sofia, bem como as restantes funcionárias, faz questão de fazer um acompanhamento personalizado aos clientes, o que dá a oportunidade de usufruirem do potencial total dos produtos.

Para aqueles que não toleram de todo o sabor do óleo de CBD, podem consumir as cápsulas moles de ingestão oral (nunca consumi, mas apresento aqui esta alternativa):

Cápsulas moles CBWeed

*ATENÇÃO: as softgels contém gelatina de origem animal (bovino) não sendo por isso um produto vegan.

Flores CBWeed

A CBWeed também dispõe de um gama vasta de flores de diversas variedades e aromas. A minha favorita é a White Widow. Como o site indica, esta híbrida sativa-dominante com uma típica estrutura floral Indica foi criada através de um processo de selecção de um ano pelos peritos da equipa CBWeed em Itália.

Foi também prestada uma cuidadosa atenção à escolha de fertilizantes e ao processo de cultivo, que segue métodos orgânicos e respeita o ambiente, sendo portanto de agricultura biológica. Para quê usar químicos tóxicos se podem ser usados aromas totalmente naturais com métodos orgânicos? A CBWeed faz questão de usar o solo e substrato ricos em nutrientes e micronutrientes, e microorganismos vivos que mantém o ecossistema equilibrado e processam e produzem novo material orgânico para a planta. É por estas e por outras razões que eu escolho as flores da CBWeed.

A flor White Widow, como muitas outras, cresce nas estufas, protegida do mau tempo e sob controlo cuidadoso da temperatura e humidade, durante todo o lento processo de floração. A flor é redonda de alta qualidade, verde clara, sem sementes, resinosa e com um intenso aroma de verão, graças às notas cítricas (cidra e limão) e ao sabor residual de incenso, madeira e pinheiro. É super saborosa, para quem gosta de vaporizar ou fumar! O cheirinho que o pequeno saquinho emana é absolutamente inebriante e a mim relaxa-me instantaneamente!

Estamos a chegar ao fim do artigo que escrevi com muito carinho, da melhor forma que pude, e espero ter-te elucidado sobre o tema!

Com conhecimento conseguimos reeducar e melhorar os conflitos e mitos em torno desta planta poderosa, e poder, finalmente, usufruir do seu total potencial com consciência. Se tiveres questões ou dúvidas contacta-me ou contacta a CBWEED Porto!

Até breve

Deixe um comentário

Digite acima o seu termo de pesquisa e prima Enter para pesquisar. Prima ESC para cancelar.

Voltar ao topo